50 anos do golpe militar: Instituto Moreira Salles revive o clima cultural de 64

O Instituto Moreira Salles (IMS) do Rio de Janeiro dedica boa parte de sua programação deste ano a eventos relacionados ao clima cultural de 1964, ano do golpe militar, que completa 50 anos no próximo mês. O projeto denominado Em 1964 conta com uma exposição que faz o visitante reviver o momento do golpe militar de 1964.

Com base em seu extenso arquivo fotográfico e documental, o instituto criou um site especialmente para o evento, acesse! Imagens, textos e crônicas, trechos de filmes, depoimentos da época, entre outros, e mais material produzido hoje completarão a experiência numa espécie de túnel do tempo para o ano do golpe.

Nara Leão no Teatro Opinião (fonte: Instituto Moreira Salles)

Nara Leão no Teatro Opinião (fonte: Instituto Moreira Salles)

Leia mais sobre os 50 anos do golpe militar

Em 1964 propõe uma imersão neste momento decisivo para o país a partir do ponto de vista de artistas e intelectuais cujos acervos estão sob a guarda do IMS ou que têm vínculos diretos com suas atividades.

O instituto irá organizar outros shows ao longo do ano (um deles dedicado à obra de Baden Powell), além de debates e encontros. Como parte do evento, o instituto pretende lançar em março o DVD do filme Cabra Marcado Para Morrer, de Eduardo Coutinho (1933-2014), com material inédito produzido pelo documentarista nos últimos anos.


Serviço Em 1964
Instituto Moreira Salles (Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea).
Entrada franca.
Visitação de terça a domingo, das 11h às 20h.
Até novembro de 2014.

Sou blogueiro, jornalista e criador de conteúdo. Pai de Lorena, santista e obcecado por literatura, cinema, música e política.

Twitter 

Deixe uma resposta