Sepé Tiaraju, presente!

por Elaine Tavares

Rememorando os 260 anos do assassinato do cacique guarani Sepé Tiaraju, um dos grandes da história do povo originário, foi realizado em São Gabriel, no Rio Grande do Sul, o Décimo Encontro Sepé Tiaraju, que reúne a gente Guarani que vive no Brasil, Paraguai, Uruguai e Bolívia. Foi num fevereiro de 1756 que mais de 1500 guerreiros guaranis morreram em combate com as forças coloniais, na histórica batalha de Caiboaté.

Naqueles dias ainda vicejavam as Missões, espaços onde os guaranis encontraram uma maneira de viver em paz com os invasores. Mas, ainda assim, por estarem cada vez mais autônomas, todas as missões foram destruídas, com a matança indiscriminada de guaranis e padres pelos exércitos português e espanhol.

Sepé Tiaraju índio guarani

Sepé Tiaraju

O lugar onde Sepé Tiaraju tombou hoje é uma fazenda, mas os guaranis, todos os anos, retornam a esse espaço para lembrar seu irmão, com festas e anúncios da Terra Sem Males, lugar de vida plena que eles buscam durante toda sua caminhada por esse mundo.

A cada ano que passa mais gente chega, com guaranis de todas as paragens tornando o encontro um espaço continental. Luta e resistência na busca pela demarcação das terras e pelo bem viver.

Veja o vídeo do 10º Encontro:

Publicado originalmente no Instituto de Estudos Latino-Americanos.

Jornalista. Humana, demasiado humana. Filha de Abya Yala, domadora de palavras, construtora de mundos, irmã do vento, da lua, do sol, das flores. Educadora, aprendiz, maga. Esperando o dia em que o condor e a águia voarão juntos, inaugurando o esperado pachakuti.

Twitter 

Deixe uma resposta