A primavera

O poeta Marco Piantan (http://www.piantan.blogspot.com.br/) publica pela primeira vez no Zonacurva. Leia poema inspirado pelas manifestações nas ruas de Sampa:

A Primavera nasce no coração da terra
No fundo escuro dos maiores desejos
e surpreende até os mais céticos
com o desabrochar de suas flores
desperta os corações mais cansados
com a delicadeza de seus sonhos
acorda do sono profundo todo um povo
com o canto dos pássaros encantados
pelas flores que crescem com a fumaça das bombas
desarmando com seu perfume os preconceitos
aprofundando em cada um sua raíz
até tomar cada rua das cidades do meu país

A primavera se espraia em levantes de alegria
e contagia com sua poesia nossas vidas
colorindo o solo de nossa terra amada
com novas esperanças de mudanças
com novos futuros para nossas crianças
quem poderá calar o clamor que se eleva das ruas?
quem poderá deter o desabrochar das rosas
que atacam o inverno de nossos corações?

Milhares nas ruas na 'primavera' brasuca

Milhares nas ruas na ‘primavera’ brasuca

Aos poucos não haverá nenhuma rua
nenhuma sala nenhum coração nenhuma janela
que se mantenha fechada ao apelo da beleza
da vida que nos convida à canção
canção de amor e paz numa terra castigada
pela fome, miséria e opressão
canção de luta e de libertação
em plena rua de braços dados com nossos irmãos.

Sou blogueiro, jornalista e criador de conteúdo. Pai de Lorena, santista e obcecado por literatura, cinema, música e política.

Twitter 

Deixe uma resposta