Exposição do iconoclasta León Ferrari no MASP

por Fernando do Valle

Considerado um dos maiores artistas plásticos argentinos, León Ferrari foi um severo crítico do cristianismo e da ditadura (1976-1983) em seu país, que assassinou um de seus filhos. O curioso é que para fugir de uma ditadura, Ferrari escolheu outro país que amargava sina semelhante, Ferrari viveu por aqui entre 1976 e 1991.

Quando retornou ao seu país, doou parte de sua produção a museus brasileiros e são 80 obras dessa doação que o MASP exibe até o dia 21 de fevereiro com o título de “Entre ditaduras”. A mostra reúne trabalhos, entre outros assuntos, que questionam como o Estado controla o cidadão, o que ocorria na América Latina dos anos 70, repleta de regimes autoritários.

león ferrari

“Autopista do Sul”(1981) , obra de León Ferrari na exposição no MASP

Sua obra mais conhecida, “A civilização ocidental e cristã” enfureceu o arcebispo de Buenos Aires, Jorge Bergoglio, que se tornaria papa em 2013. Bergoglio chegou a pedir orações e jejum aos católicos contra a exposição de Ferrari em Buenos Aires em 2004. O artista resolveu encerrar a exposição com medo de algum atentado após algumas ameaças de bomba.

 a civilização ocidental e cristã león ferrari

Papa Francisco indignou-se com a obra “A civilização ocidental e cristã” de León Ferrari

O artista plástico León Ferrari nasceu em 3 de setembro de 1920 e morreu aos 92 anos em 25 de julho de 2013 também na capital argentina.

León Ferrari

León Ferrari

Veja outras obras do artista (fonte: site oficial do artista):

león ferrari entre ditaduras

león ferrari entre ditaduras

león ferrari entre ditaduras

león ferrari entre ditaduras

león ferrari entre ditaduras

SERVIÇO:

 A exposição vai até 21 de fevereiro de 2016.

Local: 1º subsolo do MASP (Museu de Arte de São Paulo)

Endereço: Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP.

Horário: terça a domingo das 10h às 18h e quinta das 10h às 20h.

Endereço: Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP.

Ingressos: R$25 (entrada); R$12 (meia-entrada).

Sou blogueiro e jornalista. Pai de Lorena, santista e obcecado por literatura, cinema, música e política.

Facebook Twitter 

Deixe uma resposta